quinta-feira, agosto 29, 2013

O Nascimento de Vénus

Como eu estou uns quilinhos mais magra, há uns tempos o meu namorado saiu-se com a brilhante comparação de que quando me conheceu eu tinha mais carnes, parecendo a Vénus de Botticelli. 

Eu conhecia o quadro mas não dei muita importância à coisa. Estes dias, como ando a planear uma viagem a Florença, dei muitas vezes de caras com a dita pintura. E pensei... WTF?

Primeiro, eu nunca taparia a minha zona inferior (chamemos-lhe assim) com o cabelo. O cabelo é algo em contacto com o exterior, sujeito à poluição, contactos inadvertidos com outras pessoas, etc. pelo que seria uma porcaria usá-lo para cobrir uma zona que deveria estar, preferencialmente, protegida de todas as agressões externas. Logo, eu e a Vénus não temos nada em comum no que à higiene diz respeito.

Segundo, a pose. Eles pensam que eu sou virgem, é melhor fazer uma pose muito tímida, nem as mamas posso mostrar à vontade, caramba, deixa-me pôr aqui esta mãozinha a disfarçar, mas levem lá com uma maminha de fora que eu também não sou a Madre Teresa de Calcutá e o que é bom é para se ver. Comigo não havia cá dessas frescuras, ou ficam as duas à mostra ou não fica nenhuma. Ainda por cima ali, numa praia paradisíaca cheia de sol, não ia agora ficar cheia de marcas, com uma mama morena e a outra branquinha.

Por fim, eu não tenho aquela cara de sonsa infeliz que se vai desfazer mal lhe toquem. Provavelmente vai, que aquilo é uma pintura com sensivelmente 500 anos, mas um sorrisinho não lhe ficava nada mal em vez do ar de "oh, nasci, que aborrecimento".

Portanto, o homem podia ter-me comparado à Jennifer Lopez, à Jennifer Lawrence, à Beyoncé, mas não, ah e tal eu sou muito culto, toma lá Botticelli. Tudo bem! Um dia há de querer que eu diga que está tão em forma como o Brad Pitt no Fight Club e eu digo que está mais para David de Michelangelo, com aquela pose apaneleirada. Cá se fazem, cá se pagam meus amigos. 



(e já agora, dicas do Florença, alguém? Quem diz Florença diz Siena e San Gimignano, que também estão na rota. O que fazer, o que evitar, onde comer, onde beber, digam-me tudo e não me escondam nada)

7 comentários:

Rosa Cueca disse...

Adorei Florença, é a minha cidade preferida em Itália (sim, suplanta Roma para mim).
Já fui há muitos anos, pelo que já nem me lembro muito bem por onde passei, mas recordo-me de uns gelados para lá de espectaculares, aos quais me alambei à fartazana, com resultados posteriores concretos, perfeitamente visíveis.
(xuinff)

Enfim, vais adorar, é lindo!
Vai à Piazalle Michaelangelo para uma vista panorâmica de Florença linda, visita as várias igrejas (faz parte...lol), palácio Pitti, a praça da república lá do sítio e, bem, faz kilómetros a pé, porque é o que vale a pena, passear por lá e absorver a cidade :)

Kate disse...

Muito bom :)

Conseguiste arrancar-me umas boas risadas matinais :P

S* disse...

Oh pobre de ti, que comparação mais sem sal. ahahah

Anónimo disse...

Vénus de milo, eu referia-me à Vénus de milo... botticelli... pff

Anónimo disse...

Vénus de Milo? Essa nem braços tem :)
Desde bébé que te comparam a um anjo de Botticelli....constou-me ;)

SAM disse...

Não deixes de ir a Siena. Não é preciso muito tempo para visitar mas vale mesmo muito a pena.

Sugestão de restaurante: Osteria del Gusto. Comida muito boa.

jayinnowhereland disse...

Se me pedissem uma interpretação de uma pintura assim eu provavelmente iria começar com expressões do género "oh, e o traço suave e clássico", "os tons da natureza e ondas e bléblé" mas quando surge um imprevisível "maminha branca e maminha morena" eu não posso deixar de vir comentar e agradecer os risos :D