terça-feira, outubro 16, 2012

Mummy porn (ou numa tradução manhosa porno para mamãs)

Pois, parece que a pornografia para mamãs veio para ficar. Se por todo o lado já éramos rodeados pela E.L.James e as suas As Cinquenta Sombras de Grey, As Cinquenta Sombras Mais Negras e As Cinquenta Sombras Livre (há aqui um problema de concordância entre nome e adjetivo que não estou a perceber muito bem mas o tradutor lá sabe) a coisa só tem tendência a piorar e novas trilogias já pululam por aí. 

A mais recente "aparição" é Rendida, de Sylvia Day, que segundo a crítica tem uma história mais sórdida sólida e mais bem escrita que as Cinquenta Sombras (segundo ouvi dizer, não é propriamente uma tarefa complicada).

Acho piada a este fenómeno. Durante anos e anos as mulheres criticaram os seus maridos e namorados por gostarem de porno, chamando-lhes de ordinarões para baixo, amuando e recusando-lhes sexo durante não sei quanto tempo porque eles são uns porcos e isto e aquilo (ele há mulheres chatinhas pra caraças!). Agora é vê-las na praia, no metro, no café, na paragem do autocarro, nos intervalos para o almoço, com o seu E.L.James na mão, todas contentinhas de sorrisinho no canto da boca e a fantasiar com bondage e o camandro. Ao menos os vossos maridos só o fazem na intimidade do lar e quando ninguém está a ver, não é em público como vocês, suas safadonas!!!

Senhoras, se é para verem porn há sítios (e sites) melhores para isso e poupam o vosso cérebro de ler literatura miserável, ok? Fica a dica. Quem é amiga, quem é?

16 comentários:

Imperatriz Sissi disse...

Completamente. Tantos clássicos do género, e literatura de mais qualidade que fala do mesmo...mas basta um carneiro começar a ler algo baseado no crepúsculo para a carneirada achar que descobriu a pólvora. Tenho embirrado com a as "Sombras" no meu blog também, mas a tonteria parece generalizada e para ficar.

Madrigal disse...

Na minha opinião a a E.L James teve sorte pura e simplesmente. Já antes dela muita gente escreveu romances eróticos, não necessariamente livros que ficaram para a história da literatura, o que aconteceu com ela é que ganhou visibilidade na imprensa pelo volume de vendas.
Eu concordo com o que dizes, mas estes livros gralmente têm uma história de amor, que muitas vezes é muito manhosa e é isso que atrai, o sexo é um complemento. Os filmes porno tanto quanto sei, é apenas sexo. Já li algumas criticas a livros na amazon que se focam mais em sexo, pelo que entendi e o público não estava tão contente com esses livros como está com as cinquenta sombras.Por isso digo que o que faz vender este livro é história de amor, ainda que seja muito má.

POC disse...

Acho ridículo este fenómeno. E pelo que sei, o livro é bem básico. Se calhar muitos de nós fariam parecido.

Estou contigo, KISS ME.

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Muito bom, até que enfim uma critica que faz jus à treta do livro! :) beijinhos

Rosa Cueca disse...

A única coisa relacionada com isto que hei-de ver é o Ryan Gosling a fazer de Mr. Grey e é só por ser ele.
De resto, não tenho pachorra para essas coisas, nisso sou como os homens: quando sei o que quero, vou à procura, não me ponho com leiturazinhas harlequim.

kiss me disse...

Rosa Maria, Ryan Gosling? Onde, quando, como?

Tinha lido que era o Matt Bomer....

Anónimo disse...

Pornografia para múmias?
Confesso que não vejo o fascínio, mas posso ser só eu...

kiss me disse...

:-) Com mumias é capaz de ser um bocado parado...

RCA disse...

Eu por mim está tudo bem.

Se as senhoras podem ler porn em público, pode ser que os senhores possam VER porn em público. Já estou a imaginar um respeitável funcionário das finanças, no autocarro, com o seu smartphone em punho, com o som no máximo.... Oh! Oh! Oh! Si, assi me gusta mucho!

Anónimo disse...

O anónimo aí de cima acha que as mamãs são múmias?

Rosa Cueca disse...

É o que se anda a falar...li algures!

MisterCharmoso disse...

porno para maes nao conheço
Sei que tenho andado desaparecido mas tenho a sondagem no blog para votares e comentares
bjoca charmosa

Juanna disse...

Pois eu li os três livros (ah e obrigada pela dica, andei anos a dizer triologia), são francamente mal escritos mas magníficos para quem vai para a cama e não quer pensar em nada. Não me arrependo de os ter lido, mas sim, são uma treta.

Juanna disse...

Que isso que me chamarem múmia?? Eu não sou uma múmia só porque tenho filhos!!

Xázinho disse...

Já eu, acho um piadão a esta designação de mummy porn? Gostava que alguém iluminado me explicasse? Não sabia que agora havia pornografia para mães, casadas, e solteiras (sempre a aprender!). Quanto aos livros, também fui das que já leu os 3 (li em inglês, depois de acidentalmente, durante as férias de Verão me ter vindo parar às mãos um exemplar do primeiro livro e depois curiosa com o fecho da história acabei por ler os outros 2no mesmo idioma). Confesso que tive oportunidade de desfolhar a tradução em português e a linguagem soou-me um pouco estranha, mas...Ok aquilo não é nenhum tratado de literatura (nem me parece que fosse esse o objectivo da autora) mas também acho que de repente virou moda dizer que o livro é lixo e está mal escrito e sei lá mais o quê...Depois ninguém lê o livro, toda a gente diz: "pelo que ouvi dizer o livro é isto e mais aquilo" mas a verdade é que o livro vende...alguém o anda a ler. Não entra no meu top de livros preferidos, mas serviu para entreter.

kiss me disse...

Juanna, o trocadilho é com a palavra "mummy" que tanto dá para múmia como para mamã ;))

Porque as mamãs de múmias não têm nada, se tiver a minha como exemplo, são as pessoas mais ativas e mexidas do universo.