terça-feira, março 11, 2008

...

Isto de trabalhar das oito da manhã às dez da noite é coisa para cansar uma gaja, que uma gaja nestas coisas de trabalho não é preguiçosa e até gosta do que faz, mas não é de ferro.

Mas lá está, não me posso queixar.

6 comentários:

wednesday disse...

Força. Infelizmente hoje em dia temos de lutar muito por aquilo que gostamos de fazer.

Metz disse...

Como eu te compreendo... Infelizmente, como se ve pelo meu blog, o meu tempo livre é para dormir ou namorar :P e mesmo assim... é pouco!!

Beijooooooooooo :)))
Metz

Marisa disse...

Eu cheguei a casa a queixar-me do dia de aulas que tive das 10h as 18h... estou a ver que quem nao se pode queixar sou eu :P

Tens um desafio no meu blog.

Gustavo "Che" Gouveia disse...

Isso é claramente melhor do que não se fazer nada...=)

Gustavo "Che" Gouveia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rafaela disse...

Olá, encontrei há pouco o teu blog e só nos últimos posts já me conquistaste: parece que temos a mesma profissão, tradutoras. Trabalho como freelancer e também sou responsável de marketing para um site aqui em Milão. Acabei o curso em 2006 e entre livros, manuais, relatórios, e mil documentos traduzi desde o ano passado cerca de 500 mil palavras. Trabalho muitas vezes das 9 da manhã até às 4 da manhã...e estou cansada. Sempre fui conhecida pela minha energia, mas há dias em que gosto de ficar a olhar para a parede a fazer nada. Mas é a tal coisa: de que me posso queixar, se aos 24 anos tenho trabalho para dar e vender?:) Boa sorte colega!