terça-feira, dezembro 11, 2012

TPM - Guia de sobrevivência (para eles)

Pois é, meus meninos. Se há coisa tramada neste mundo são as hormonas (a mim ninguém me tira da cabeça que o John Lennon e o Kennedy foram mortos a mando da Yoko e da Jackie durante o período, só porque naquela manhã não lhes disseram que as amavam). Adiante. Homens deste mundo, se querem sobreviver àqueles dois dias mais intensos, àquela TPM pura e dura, ouçam o que vos digo e sigam estas simples regras de sobrevivência do que fazer e do que não fazer.

Situação 1. Vocês chegam a casa com fome. Se disseram algo como “Já fizeste o jantar?/ O que vais fazer para jantar?” arriscam-se a levar com “Mas eu sou tua criada? Porque é que tenho de ser eu a fazer o jantar? Também trabalhei como tu” e bla bla bla. Experimentem antes dizer “Querida, o que vamos fazer para o jantar?” ou “Querida vai fazer o que te apetecer que eu hoje faço o jantar”. Mas cuidado! Podem pensem que estão a dizer coisas inocentes e fofinhas como ”Vamos fazer uma coisinha boa para jantar?” que se arriscam a ouvir "Estás a querer dizer que eu cozinho mal? Nos outros dias eu não faço coisas boas?” ou “Querida, vai tomar um banhinho quente ou ver TV que eu hoje faço o jantar” porque a possível resposta andará à volta de “Estás a insinuar que não tomo banho/que cheiro mal?”, "Estás a insinuar que eu não tenho mais interesses do que ver TV?”

Situação 2. Chegam a casa, ela diz que está cansada e perguntam na vossa inocência ”Então meu amor, trabalhaste muito hoje, foi?”. Arriscam-se a ouvir “HOJE?!? Estás a insinuar que nos outros dias não trabalho? Achas que trabalhar fora e tratar da casa não cansa?”. A resposta ideal à sua manifestação de cansaço será, obviamente, “Querida, tu trabalhas imenso, deves estar estourada. Deixa que faço-te uma massagem. Porque tu mereces”.

Situação 3. Ela serve-se de comida pela 5ª vez (o período dá fome, ok? Estamos a perder muito sangue, ok?). Nunca digam algo como “Outra vez?”, “Depois admira-te por estares gorda” (ok, isto não devem dizer em nenhuma altura do mês), ou “Calma que a comida não vai acabar hoje”. A resposta ideal será servirem-se também de mais comida (ainda que já estejam cheios) enquanto elogiam o seu manjar “Realmente também me vou servir mais uma vez, a comida está maravilhosa como sempre”. Se quiserem ganhar pontos extra, acrescentar no final: “Nem a minha mãe faz isto tão bem como tu” mesmo que sejam uns meros bifes de frango.

Situação 4. Estão prestes a sair de casa e dizem-lhe “Vais levar isso?/ Vais assim?”. Depois dessa pergunta não há justificação possível. Se disserem que a roupa é muito justa vão ouvir “Estás a chamar-me gorda??”, se disserem que está larga, vão ouvir “Eu não sou como aquelas p**** que tu gostas que só usam roupa justa”. Se disserem algo tão inocente como “não é por nada, querida, é só porque está um bocado de frio para ir com essa camisola tão fininha” arriscam-se na mesma a receber como resposta “Não gostas do que eu visto, não é?” ou “Pensas que mandas em mim? Eu visto o que eu quiser, se eu tiver frio o problema é meu, não és meu dono”. Se ela perguntar (e mesmo que ela não pergunte) digam apenas qualquer coisa simples como “Estás linda - como sempre, aliás, meu amor”. Nota!!! A não ser que tenham decorado tooodo o armário dela não se ponham a inventar e a achar que vão fazer um grande brilharete a dizer “Essas calças ficam-te mesmo bem, são novas?”. Se forem efetivamente novas, ela vai responder “Eu sei que me ficam bem, fui eu que as comprei! Mas estás a querer dizer que as calças antigas não me ficam bem, é isso????”. Se não forem novas vão desencadear algo como “Estas calças têm 5 anos, estava contigo quando as comprei, nunca reparas em mim, eu para ti sou transparente”.

Resumindo: Vocês estão lixados digam o que disserem, aqui o truque é só para definir o quão lixados poderão ficar. Por este motivo e porque as mulheres são seres imprevisíveis - e fantásticos!!! - não garanto a fiabilidade de nenhum destes conselhos, pelo que aconselho sempre prudência e retirar todas as facas da casa.

Resumindo (parte 2): Mulher é dose. Com TPM são dose ao cubo. Ou como diria a minha amiga brasileira... NINGUÉM MERECE!

(chego ao fim deste post com uma certa pena dos homens)











21 comentários:

Lulu disse...

Eu não tenho pena nenhuma

xaxia disse...

Muito bom.

Rosa Cueca disse...

I'm a bitch with a GPS, wich means I will find you :P

Maat disse...

vivo a situação 3 diariamente. acho que vou mandar este post ao moço, assim como quem não quer a coisa.

agora que vejo bem, eu acho que sou sempre assim, todos os dias do mês. o moço merece uma medalha...

ah! faltou a situação 5: à chegada do cabeleireiro. 'estás a olhar assim porquê? não gostas?', 'gosto... está diferente...', 'diferente? diferente é o que as pessoas dizem para não dizerem horrível. o cabelo é meu, se quiser rapo-o e não tens nada a ver com isso, ouviste?'.

Patrícia disse...

Pois é... eles nunca perceberão o quão tramados são esses dois dias. Mas estes conselhos podem ajudar, de facto.
Gostei imenso...:)

Sílvia disse...

Muito muito bom, mesmo assim parece-me que eles nunca vão perceber o que se passa connosco nestes dias (às vezes nem nós, mas chiu não se diz nada)

Maria, Às vezes! disse...

Ahahaha Hilariante! :D Obrigada por me fazer rir. ;)

Ana Rita Pereira disse...

Este guia de sobrevivência está soberbo! :p

Anónimo disse...

Tretas que as mulheres arranjam para desculpar o seu mau feitio. Isso de TPM é desculpa para tudo . Podemos ficar um pouco mais irritadiças mas tudo o resto é exagero. O que nos está no sangue é complicar a vida enquanto os homens são muito mais práticos, distraídos, não ligando nada ao que dizem ou como dizem mas nós temos a tendência de interpretar tudo ao contrário.É ser mulher.

medusa disse...

Hilariante!

maria madeira disse...

E quem é que consegue controlar hormonas com vida própria?!

Ah, assim de repente lembrei-me duma outra situação:
Ela: Sinto-me feia e gorda e com barriga.
Ele: Não estás nada. Estás linda como sempre.
Ela (quase aos gritos): Se eu digo que me sinto feia e gorda, é porque é verdade.
Ele: ok ok, tu é que sabes...
Ela: Isso quer dizer que achas que estou feia e gorda e inchada hã hã?
Ele: ...
Ela: Agora não me respondes é???
Ele: ...

Não adianta, nesta guerra ele não tem qualquer hipótese;)

Juca disse...

TOP! D+!

RCA disse...

Socooorro!

kiss me disse...

Anónimo, deixe-me adivinhar, está com o período, não está?

Maria madeira, essa situação também é muito típica.

rosaasriscas disse...

está demais!

Anónimo disse...

Não é necessário perguntar 3 vezes que EU NÃO SOU SUUUUURDA!! Não, não estou com o período mas quando estou irritada não ponho as culpas nas pobres das hormonas que tanta falta nos fazem.

kiss me disse...

Foi sem querer, não estava a carregar a página.

FC disse...

tpm é de facto terrível! tudo à minha volta devia ter medo de mim nessa altura, os homens principalmente, porque eles têm aquele dom especial de puxar pelas terríveis das hormonas ainda mais!
post muito engraçado :)

Carla disse...

Ouvi dizer que o comprimido "Diga sim" é bom para combater "isso". Também há genérico.

Juanna disse...

Se o filho da mãe me dissesse algo como "nem a minha mãe faz melhor", eu ficaria altamente ofendida. A mãe dele faz uma comida horrenda.

kiss me disse...

Bom, nesse caso não era grande elogio! Mas a minha sogrinha cozinha muito bem :)