segunda-feira, outubro 22, 2012

Não gosto*

Não gosto de gente ressabiada. Sempre que a minha empresa lança um projeto novo, seja do meu departamento ou de outros, um anúncio na TV ou na net, um passatempo ou qualquer coisa do género, costumo partilhar no meu Facebook pessoal. Faço-o porque tenho orgulho no meu trabalho, no dos meus colegas e na empresa em geral e quero que aquela informação chegue a outras pessoas, que os meus amigos "gostem", comentem, partilhem, participem, divulguem.

As primeiras vezes que o fiz, recebi um ou outro comentário menos simpático de um ex-colega, que tinha sido dispensado uns tempos antes, sempre a mostrar um certo ressabiamento. A coisa agravou-se quando os comentários começaram a ser verdadeiramente desagradáveis, do tipo "andas a ganhar uns trocos por fora para fazer publicidade ou isso é tudo amor à camisola?". Respondi-lhe que sim, que era tudo amor à camisola e que é a melhor camisola do mundo. Não é, nenhuma empresa é o paraíso na terra, mas é meu dever (e prazer!) divulgar o que de bom se faz lá. E que é muito.

Eu até dou de barato que ele tenha motivos para odiar aquilo. Ninguém gosta de ser dispensado, toda a gente acha que foram injustiçados e ganha-se mágoa àquela entidade. Até aí tudo bem, eu não o estava a obrigar a clicar em gosto ou a partilhar. Agora vir despejar o seu ressabiamento para cima de mim é que não!

*título roubado a este blogue

5 comentários:

Anónimo disse...

Hmmmm deixa cá ver... É o Miguel P. Barros?

S* disse...

Credo, ele há gente mesmo desagradável.

kiss me disse...

Nao, o Miguel P. Barros ´e uma joia de moço!

Anónimo disse...

ele foi pró olho da rua por tua culpa

O Sexo e a Idade disse...

Não gosto de gente que fica a remoer e não segue em frente!