segunda-feira, junho 27, 2011

...

Hoje lê-se no JN online:

"O Hospital de Santo António reservou uma sala para amigos e familiares do cantor e actor."

Eu tenho muita pena do rapaz, que é da minha idade e é sempre muito triste quando um acidente faz vítimas, ainda mais quando são assim jovens, mas se algum familiar meu, amigo, namorado, marido, ou outra coisa qualquer tivesse um acidente e estivesse em morte cerebral num qualquer quarto do Santo António, queria ver se arranjavam uma salinha para a sua família e amigos.

16 comentários:

S' disse...

e notícias do man já há?
Eu acho que é um exagero tanta coisa por ser um famoso, uma criança morreu toda queimada e só falaram 30 segundos dela --'

Maat disse...

gosto. é chato que o moço vai morrer e tal, mas quer dizer, se ele está num hospital público, tem os mesmo direitos que qualquer outra pessoa, e isso da sala nunca aconteceria se fosse uma pessoa anónima. acho muito errado que o serviço público, para o qual todos pagam por igual, faça distinção entre famosos e anónimos. se quer tratamento privilegiado, que vá para a clínica particular para onde ia.
e quer dizer, é chato que ele vá morrer (já não há grandes dúvidas parece-me), mas no fundo a culpa foi dele e ainda levou mais um (talvez mais dois, não se sabe nada da outra miúda) com ele, por isso se tivesse cuidado e conduzisse a velocidades decentes e com cinto, se calhar nada disto teria acontecido.

Sofia disse...

E infelizmente este tipo de acidentes é bastante comum =/

Joana S. disse...

Não percebo este alarido todo tendo em conta que, infelizmente, morrem muitas pessoas assim.

Ana disse...

infelizmente já passei pelo mesmo... e sim... arranjam uma salinha para os familiares e amigos!

Cláudia disse...

olarila.
Se te deixarem entrar a ti já vais com sorte!

país pequeniiiiino.

teardrop disse...

Realmente não sei se arranjam uma sala... Mas a minha irmã há 2 anos fez um TC (foi ligeiro, nada que se compare com este de que estamos a falar) e deixaram a minha mãe ficar sempre ao pé da minha irmã (apesar de supostamente não deixarem entrar acompanhantes). Acho que nestes casos em que não se sabe bem o que vai acontecer (pelo menos no da minha mana) eles acabam por deixar a família estar por perto.

Anónimo disse...

Pois mas nesse caso os familiares e amigos também não iam ter metade da imprensa portuguesa à perna, mais uma data de curiosos...

Johnny disse...

É verdade. Percebo perfeitamente a questão de igualdade de direitos que queres levantar. E concordo.

MarianaP disse...

Olá.

Não concordo! Se estivesse na mesma situação a minha família não teria, muito provavelmente, uma salinha. Mas também não seria alvo de curiosidade. Toda a gente que está naquele hospital sabe o que se passa com o Angélico e compreendem a gravidade. Seja por afecto, solidariedade, hipocrisia...vão querer dar uma palavrinha. E será cansativo para a família «levar» com as tais palavrinhas de desconhecidos...por muito bem intencionadas que sejam!

Os dirigentes do hospital compreenderam isto e, muito bem, disponibilizaram uma salinha.

Beijinho***

м♥ disse...

tenho muita pena que tal lhe tenha acontecido, como teria de outro jovem qualquer na mesma situação. Mas realmente é esta a diferença entre "famosos" e os "outros". Cá é mesmo assim, são capazes de tratar com 7 pedras na mão a família de um "zé ninguém" enquanto andam com a familia de um famoso ao colo.

Viajante do Tempo disse...

Tenho pena do que lhe aconteceu mas, realmente, não é justo para as outras pessoas.

C. disse...

é uma história tão triste...

Anónimo disse...

Com certeza o teu familiar ou amigo não tem tantos fans como o angélico tem e tanto jornalista em volta dele. Até pode ser injusto, mas também é normal,era um ídolo para muita gente e o estado dele é bastante alarmante! Não percebo isto da igualdade. Já estive internada bastante tempo em hospitais e muitos dos meus familiares e sempre estiveram disponíveis para os familiares, a minha mãe dormiu comigo até. Vá lá não vamos falar de injustiças agora. Vamos é servir-nos do exemplo e esperar que melhore.

B. disse...

Tenho muita pena do rapaz e o facto dele ter morrido fez-me imensa confusão, mas não consigo deixar de achar ridículo todo este aparato à volta dele, é que da outra miuda que está em estado grave nem se ouve falar :s

MC disse...

Eu compreendo as tomadas de preocupações especiais por se tratar de uma pessoa designada como figura pública. Mas daí a dar um tratamento tão diferenciado e tão cuidado à família e amigos do Angélico, é um pouco difícil de digerir. Porque todos nós já estivemos numa cama de hospital, ou conhecemos alguém que esteve e também gostavamos de ter outro tipo de tratamento, outro tipo de atenção.
Mas neste país, os ditos famosos são tratados nas palminhas, qual reis em visita de estado.
Lamento muito o que aconteceu, não porser quem é, mas porque é uma vida, muito jovem ainda por cima, que se perde, mas daí a saltar protocolos e neglicenciar pacientes em detrimento de um apenas, não me parece de todo justo para um Serviço Nacional de Saúde que deve ser equitativo comigo, com o vizinho do lado e com a estrela de televisão que lá foi parar.