quinta-feira, outubro 07, 2010

"Mini chuva de estrelas" mas sem playback

Este fim-de-semana (se é que se pode chamar fim-de-semana a uma terça-feira) revi o The Bodyguard. Lembro-me perfeitamente de o ver pela primeira vez. Tinha eu cerca de 11, 12 anos, estava nos inícios da adolescência (quer dizer, pré-adolescência, que eu nessa altura ainda brincava à Barbies, adolescência a valer começou naquele dia ao fim da tarde quando o Diogo me pediu em namoro e eu respondi "está bem" (wtf?), sem fazer a mínima ideia de que a coisa ia durar mais 2555 dias - façam as contas - para mal dos meus pecados e ainda pior para os dele que, quando acabou, fiz-lhe a vidinha negra, era estúpida, que se há-de fazer, mas agora está tudo bem, amigos como dantes. Afinal não é só esta senhora que faz apartes gigantes) adiante, dizia eu que estava na pré-adolescência e fui para casa da Ana e da MJ, mais as nossas mães, tudo muito bonito, bolachinhas húngaras na mesa, video acabadinho de chegar ao videoclube e lá nos sentamos no sofá a ver. Na altura não percebia que raio de piada achavam as mães ao Kevin Costner (agora já percebo), o Tom Cruise era bem mais giro. O filme não me marcou por aí além mas na altura quase que obriguei (mentira, não obriguei nada) o meu pai a oferecer-me o CD com a OST do filme. CD na aparelhagem vezes sem conta e era ver-me de microfone fictício na mão a cantar o mais concentrada possível Don't make me close one more door/ I don't wanna hurt anymore/ Stay in my arms if you dare/ Or must I imagine you there/ Don't walk away from meee sem saber muito bem o que aquilo queria dizer (haveria de saber mais tarde, não se preocupem).

[Acabo de saber que o Vargas Llosa ganhou o Nobel. Quero ir ler as notícias por isso vou interromper este post bruscamente e acabá-lo às pressas]. Tudo isto para dizer que já não via o filme há não sei quantos anos, já não ouvia as músicas há outros tantos e ainda sabia as letrinhas todas, as paragens, as respirações, os uuuhhuuuuuu da Whitney, o "wait!" seguido de And I (leia-se aaaaaiiiiiiiiii) will always love youuuuhhhoooohhhh do final, prova de que a minha memória ainda é o que era. O teste final será recuperar os LP dos Onda Choc.

2 comentários:

j.seabra disse...

bodyguard, kevin costner, whitney houston...
este era exactamente o post q eu não deveria comentar!
até porque eu era mais Ministars [e não comia bolachinhas "úngaras" (?!) :p].

mas gosto da senhora em anexo! :)

Mi disse...

Ahahah é tão linda esta menina!! :)

Beijinhos,

M.J. (sim, a mesmissima que viu esse filme, com aquelas bolachinhas hungaras...)