quinta-feira, maio 06, 2010

Ora vamos lá deixar de ser hipocritazinhos

Toda a gente que acompanha este blogue há algum tempo sabe que eu não sou muito chegada na igreja católica (aliás, não sou muito chegada em religiões no geral). Para mim igreja católica é uma máfia comandada por um velhinho manhoso (que abafa escândalos de pedofilia para não manchar o lindo nome da igreja) com uma touquinha na cabeça (que suspeito que leiloada já dava para matar a fome a várias criancinhas com fome) e roupa de designer que no fundo, reparem bem a ver se não tenho razão, não passa de uma bata branca.

E acho ridículo todo este fuzuê (eu passo 10 horas por dia com uma brasileira, dêem-me um desconto) à volta da vinda do Papa. Acho ridículo não poder sair de casa de carro na próxima 5ª à noite porque depois não vou poder voltar a entrar até às 17h de sexta e muito menos ir para o trabalho, tal é a quantidade de ruas e linhas de metro cortadas. Para não falar sequer do dinheiro que se vai gastar com isto tudo. E mais ridículo acho que haja tolerância quando estamos à beira da falência, quando o que o país precisa é que se produza e não que se fique numa varandinha a olhar para um senhor a tentar falar português sem qualquer sucesso.

MAS, e nestas coisas há sempre um mas, é claro que eu gostava de não trabalhar na sexta. Não só pelo facto de trabalhar na baixa do Porto e todas as estradas estarem cortadas mas porque é sexta e estaria a ser muito hipócrita se dissesse que não era uma maravilha ter o fim-de-semana maior. Por isso a coisa é mais ou menos à Marcelo Rebelo de Sousa (pelos Gato Fedorento):

- Tu achas ridículo que o Papa venha cá?
- Sim!
- E achas que devia haver tolerância?
- Não!
- Mas gostavas que houvesse tolerância?
- Sim!
- E se houver tolerância vais ver o Papa?
- Não!
- Mas gostavas que houvesse tolerância?
- Sim!

20 comentários:

Helena Barreta disse...

Penso o mesmo. Parece-me despropositado, atendendo aos tempos difíceis por que todos estamos a passar, gastar fortunas nestas visitas papais, fechar escolas e repartições públicas, impedir, fechando ruas ao trânsito, de se trabalhar.

Não é esta opulência e luxo descarado, certamente, o conceito e vida de Cristo, a mensagem que tentam transmitir não se parece nada mesmo com aquilo que nos é dado a ver.

Poetic GIRL disse...

Eu acho incrível estarmos a gastar tanto dinheiro com este show todo, quando há tantas outras coisas mais importantes. Tenho a minha fé sim, mas n´ão é certamente representada na forma desse senhor... bjs

Rosa Cueca disse...

Eu gostei especialmente foi dos anúncios de recrutamento de jovens "colaboradores" que vão ganhar 30€ ao dia para ir ver o Papa.
Não podes dizer que isto não impulsiona a economia...

..
...
.....

(muito medinho para o Ratzinger aka senhor-feio-do-starwars)

Dexter disse...

Eu tenho uma teoria muito própria em relação à Igreja Católica e aos Papas e em toda essa corja.

Mas é melhor estar calado, senão mais dia menos dia sou visitado pelo SIS.

Ou por monges albinos do estilo Código Da Vinci.

Amélie disse...

É uma palhaçada é. A mim é que ninguém me apanha a ver esse senhor é que nem pensar. Bem... Se as linhas do Metro vão estar fechadas, se as ruas vão estar fechadas pergunto-me como irei conseguir chegar à Faculdade. Está bonito, está.

Amélie disse...

Retiro o que disse: fontes seguras informaram-me que nesse dia não há aulas.

stefi disse...

Partilho da mesma opiniao

Pocahontas na Cidade disse...

Eu não entendo muito este delírio à volta do Papa!

É um homem! Não é Deus... Bah

verniz escarlate disse...

tinha logo de me dar tolerancia quando venho de férias?! pá que timming mal escolhidinho :)
bj

Calíope disse...

Eu não vivo em Portugal, mas acho do mais ridículo, desadequado e inoportuno possível. E no outro dia apercebi-me de que há também que à medalhinhas, cachecóies e bandeiras para acompanhar o papa... Ah! E outra que me deixou atónita, para além da lembrancinha do Siza Vieira, o Benfica, o Sporting e o Belenenses tb preparam uns recuerdozitos...
E dar de comer aos pobrezinhos?!!! pergunto eu...

Sara disse...

comigo tb é não e sim. mas não tenho sorte lá com a tolerância.

kiss me disse...

Eu acho que vou ter na sexta, dia 14, de manhã quando o Papa vier celebrar a missa aos Aliados. Mas ainda são só rumores aqui na empresa ;)

eu disse...

Realmente, têm todos razão. Ainda se fosse para ver passar uns aviões, entendia-se que cortassem ruas e que milhares de pessoas se juntassem. Agora apenas porque vem de visita o líder religioso mais importante do mundo... Mas ele entrou em alguma telenovela para merecer ser famoso?

kiss me disse...

Ninguém disse que não entendia. Eu, na minha singela opinião, apenas acho ridículo que se venere uma pessoa que é exactamente igual a mim ou bem pior e que recentemente andou envolvido em escãndalos de pedofilia, escondendo-os e deixando as pobres crianças ser violadas só para não despedir os padres bispos ou lá o que era, para não manchar o nome da Igreja.

Eve disse...

concordo completamente... acho um absurdo o dinheiro que se está a gastar na vinda do papa a portugal quando o país está, praticamente, na banca rota! Acho um absurdo também estarem a usar o dinheiro de muitas pessoas que nem sequer são católicas!

Joana ' disse...

eu acho ABSURDO, ABSURDO MESMO todo este espectáculo em redor da visita papal ao nosso país.
é certo que não sou católica, nem assumo preferência por qualquer religião mas este assunto da igreja dá-me uma urticária terrível.
eu não acredito na igreja pois esta é a rede mafiosa mais bem conseguida de todo o sempre, não passa de um ciclo vicioso de mentiras e omissões e apesar de ter dinheiro a potes passam sempre a cesta para a "esmolinha". Os padres - os representantes de deus na terra - proclamam valores e normas morais e não as cumprem (se cumprissem não estariamos sempre a ouvir falar de escandalos sexuais, certo?). e se representam Deus, será que este também é pedófilo, corrupto e mentiroso?

acredito na fé individual, na esperança que cada um decide, ou não, depositar num ser transcendente (e irreal?)... mas uma coisa é fé, outra é uma instituição que apenas serve para roubar os crentes!!eu não preciso que um senhor, já mais para lá do que para cá, visite Portugal, para acreditar mais ou menos em Deus (eu não acredito de maneira nenhuma, mas mesmo se acreditasse, acho que não era por aí)
sim, eu sei que sou um bocadinho contra toda esta ideia da igreja, do pastor e do seu rebanho... eu gosto de pensar por mim, acreditar no que quero... será que há mal nisso??

um beijinho

Cátia Gomes disse...

Bem, despropositados parecem-me todos estes comentários. E concordo com o "eu". Se fosse para irem ver uns aviões, às tantas nem se importavam. Ou se fossem os U2 tocar no meio da Avenida dos Aliados o pessoal entrava em delírio. Era ver centenas em marcha, com noites sem dormir nas filas.

Não é uma pessoa que se venera. É o que ele representa que se venera. Há que haver respeito e compreender que é importante para muita gente que tem realmente fé.

É chato? Para mim é, que não dou valor nenhum a nada disso. E não vou ter tolerância de ponto nenhum que não trabalho para o Estado.
Mas quando vejo milhares de peregrinos todos os dias a passar pela minha rua (porque moro à face da estrada nacional n1) compreendo que afinal há quem dê valor. E há quem faça sacrificios pela fé. E daí um bocadinho de respeito fica sempre bonito a toda a gente.

isto (não) é um coro descarado! :) disse...

bem, eu podia aproveitar para dizer que não acho ridículo que se venere uma pessoa que é exactamente igual a ti...

mas acho que não vou fazê-lo... (até porque não estou certo que a clonagem permita manter intactas características como a inteligência, o bom gosto ou o sentido de humor, mas isso já sou devaneios a mais e eu tenho que parecer um gajo atinado...)

Rita disse...

100% de acordo. Mas tb concordo absolutamente com o teu delicioso final... pena que ele não venha a Madrid ;)

j.seabra disse...

(pergunta, em modo retórica)
"venerar o Papa?"

(resposta, em modo depreciativo)
"por amor de Deus..."