quarta-feira, novembro 11, 2009

...

No post anterior eu não julguei o rapaz, não critiquei os seus motivos (e fico mesmo muito triste por alguém bater tão fundo que veja a morte como única saída) mas eu apenas digo que é injusto. Há pessoas que querem viver mas estão doentes ou são atropeladas ou levam um tiro. E há outras que estão vivas e matam-se. Isto, para mim, é injusto.

Como são injustas muitas outras situações desta vida, uma das quais me referiram nos comentários. Uma mulher quer engravidar e não consegue. Outra, está grávida e aborta. Uma pessoa não tem casa. Outra tem uma casa de 5 quartos só para 3 pessoas. Uma pessoa está doente. Outra tem dinheiro para comprar a vacina mas não a toma. Uma pessoa tem fome. Outra tem tanta comida que até deita fora coisas que passaram de validade.

E eu faço muitas das coisas que referi em 2º lugar, mas na minha opinião, que dou no meu blogue, esta merda é injustíssima. Digam-me o que disserem, tenham as pessoas os problemas que tiverem. Ponto. (E "haja paciência" digo eu.)

9 comentários:

Last Angel disse...

Não podia estar mais de acordo....

Pink Panther disse...

A vida é muito injusta...

Principesca disse...

Eu não acho correcto mas no fundo entendo que perder um filho pode ser uma dor irremediável para algumas pessoas que lidam melhor ou pior com o facto.
Há pessoas mais predispostas a depressões do que outras e isso não é uma coisa que se escolhe mas que acontece! Assim como qualquer outra doença de qualquer outro foro. Escolher acabar com a vida não é um acto de cobardia para estas pessoas, mas um saída. Esta é uma doença que no cumulo da sua gravidade chega a este ponto! O cancro mata e as depressões também!
Devemos recordar a pessoa que era em saúde, uma pessoa amiga, correcta que tinha a casa cheia de animais abandonados, que se preocupava. E que infelizmente caiu nas mãos de uma doença...

Caramela disse...

desculpa, n é querer repisar no assunto.
compreendo perfeitamente o que dizes e sentes em relação ao assunto. o suicídio visto de fora (de quem nem tem ideação suicida) é visto como algo estranho, bizarro diria. pela profissão que tenho e pela área em que trabalho cruzo-me com muitas pessoas que pensam na morte. pensar na morte é algo até natural quando se está em sofrimento, é normal uma vez ou outra na nossa vida qaundo nos sentimos em baixo sentirmos que o suicídio parece uma solução. para muitas pessoas que pensam nisso não passa disso, uma ideia, um pensamento momentâneo que consegue ser apagado por um ombro amigo, por uma ida ao ginásio, por uma música alegre, etc etc. contudo há pessoas que chegam a elaborar planos e a ver a morte como a única saída. o seu estado depressivo impede (realmente) uma narrativa ou uma leitura diferente do problema que enfrentam.
não sou mãe, mas por mais anos que passem e por mais filhos que nasçam nada apaga a dor da morte de um filho. há casos extraordinários de recuperação, de resiliência, mas isso depende de mtos factores, desde a personalidade da pessoa a factores mais externos como uma rede de suporte efectiva.
lembro-me de um caso americano conhecido em que um ex-marido matou os 4 filhos e suicidou-se de seguida. como enfrentou a mãe a perda de 4 filhos ao mesmo tempo? conseguiu muito graças aos amigos dos filhos ...

desculpa o testamento! :)

kiss me disse...

Nisso concordo plenamente, que é uma doença, muito grave e muitas vezes pior que todas as outras. Mas uma pessoa que se sinta assim deve procurar ajuda e o médico do clube disse que ele já há algum tempo não tomava a medicação, o que terá piorado bastante as coisas.

E claro que vou vê-lo sempre como uma óptima pessoa, lembro-me de ter lido algures a paixão dele por animais abandonados, que até tinha centros de acolhimento, etc. e só por isso já acho que era um homem fantástico.

Raquel disse...

Desafio no meu bloguinho!!;)

L'Enfant Terrible disse...

Por vezes o problema não é tanto julgar os outros, é mais os outros não perceberem que, ao dar-mos uma opinião, não estamos propriamente a julgar. No que toca a injustiças concordo contigo.

Pedro disse...

Totalmente de acordo Kiss!!!

Alexandre disse...

Concordo em tudo o que disseste.
As pessoas que tem fome e outras deitam comida fora é mais porque têm tudo cheio e propriamente não vão querer aquilo e deitam fora - não por passar de validade (mas também pode acontecer).