quinta-feira, maio 21, 2009

Is he or is he not into you?


Tinham-me dito: vai ver, é muito giro, mas está cheio de clichés. E a verdade é que está. Mas se algumas coisas se tornam grandes clichés é porque se repetem tanto que se tornam padrão. Um desses clichés é a interpretação feminina dos sinais masculinos. Claro que a personagem feminina exibe esses padrões de forma muito exagerada mas que mulher nunca ficou horas à espera de um telefonema, uma mensagem? Que mulher nunca olhou de 30 em 30 segundos para o telemóvel? Que mulher nunca ligou e desligou? Que mulher nunca teve amizades unicamente virtuais? Que mulher nunca mandou mensagem a si própria só para ter a certeza que o telemóvel estava mesmo a receber bem? Que mulher nunca tentou arranjar desculpas para a ausência de notícias masculinas, um acidente, uma morte na família, uma doença, uma viagem repentina? (bem, se calhar sou só eu e vai ficar tudo a pensar que sou maníaca). E que mulher nunca recebeu um telefonema ou uma mensagem daqueles que nos fazem rir como malucas e pular e gritar?

A verdade é que muitas frases deste filme fazem sentido, muitas tocam na ferida, muitas nos dizem o que estamos fartos de saber mas não queremos pensar nisso e muitas nos fazem sonhar (am I the exception?). Tudo num misto de comédia e romance. Amei.

18 comentários:

Zaahirah disse...

Tb adorei quando vi. Mas gostava de ver um filme deste género só que em versão contrária. Sim, porque não acredito que eles não vejam sinais onde não existem! Não são é corajosos o suficiente para admitir que fazem figuras tristes como nós! ;P

sweetie disse...

Pelas críticas, o filme não vale nada, porque pelo que leio e me dizem, é demasiado básico. Mas só posso opinar quando vir. Claro que se for muito como dizes, então em muitas situações vou enfiar a carapuça =P

Rapunzel disse...

Este filme é o máximo!!!

Melga disse...

E qual será a mulher que não tem curiosidade por uma novidade, mesmo que seja em filme?
Não ,não és a excepção!
Bjo*

Lena disse...

Eu vi e devo dizer que até é divertido mas passa a imagem que as mulheres são seres desesperados para agarrar um homem e que só assim poderão ser completas. Isso faz-me impressão... Aquela q obrigou o marido a casar com ela... a outra que saiu de casa porque ele se gostasse mesmo dela casava and so on dão uma imagem limitada do ser feminino e isso fez-me impressão.

Adivinha disse...

Vejo que te identificas muito com as mulheres dos filmes norte-americanos. Estarás no país errado?

Marisa disse...

Quero ver esse filme!!! Quero, quero, quero.

gralha disse...

Eu também.

Anónimo disse...

Concordo plenamente! Acho que traça um retrato fiel da realidade! E as mulheres são mesmo seres desesperados para agarrar um homem e é verdade que pensam que só assim poderão ser completas, apesar de o negarem...

Blue Sea disse...

Fui ver este filme com uma grande Amiga e o que nos rimos e os olhares de cumplicidade trocámos e tantos " a próxima vez q me disseres isso já sei que é mentira e ele não vai ligar MESMO!". Delicioso...

Trolha disse...

Tem piada. Ultimamente, ando mais calmo e com mais tempo para observar o que me rodeia. E dou-me conta, agora, da subtileza das mulheres: dos gestos, dos olhares, das atitudes, das acções e sobretudo das omissões.
Queridas amigas: já não há homens básicos e primários como antigamente.
Será que nós estamos a ficar efeminados?
Vade retro satane!

Sanxeri disse...

Eu adorei o raio do filme. Acho que acabamos por nos identificar um bocado com pelo menos uma das personagens...

[MLK*] disse...

Parece mesmo o género de filme que ia adorar. Tenho mesmo que ver. B*

ishia disse...

ah! a paranóia do telemóvel... tão à mulher! não queria exagerar, mas acho que ver o filme mudou a minha vida...lol... porque agora faço mesmo um sincero e consciente esforço para não ficar horas a olhar para o bicho!=D

Bridget-Jones disse...

Adorei o filme. já estao a preparar o segundo.

princesa disse...

Gostei, sim senhor. Primeiro porque é uma comédia romântica - não fosse eu grande apreciadora desse tipo de filmes.... - e depois porque até nos faz reflectir e até aprender. Eu também já me corrijo em alguns dos comportamentos que tinha. Também não queria ir tão longe a dizer que mudou a minha vida, mas que durante umas duas semanas me lembrei dele em variadas ocasiões... tenho de admitir que sim.
Não gostei porque me fez chorar!!!! E isto é mesmo muito ridículo de admitir!!!!

Bafejada pelas Musas disse...

Ainda não vi mas plo que li vou ver:P Não és maníaca. No máximo somos um pouco dramaqueens:)***

nuvem disse...

Eu nunca mandei mensagens a mim mesma para ver se o telefone está a receber bem... De resto, tão doida como tu :)