terça-feira, novembro 06, 2012

Livros (e mais livros) vs. cinema

Lembram-se de eu ter dito que andava a convencer o rapaz a vir comigo ao cinema ver o Selvagens? Pois bem, para todos os que pensaram que seria tarefa fácil, não foi. Tanto que não consegui. Não fui lá com a Blake Lively nua, não fui lá com a Salma Hayek nua, não fui lá comigo nua (ok, isto seria contraproducente e a última coisa que ele iria querer nessa circunstância era sair de casa para ir ao cinema.). Como sempre reclamou que tem as pernas grandes e não cabe no espaço das cadeiras e que não gosta de ouvir as pessoas a comer pipocas, entre outras coisas. Soubesse eu disso há um ano e tinha arranjado era um anão surdo, mas acho que não estava nenhum disponível na altura.

Adiante. Como não consegui ir ao cinema ver o raio do filme e como agora ainda vai demorar uns mesitos até estar disponível no videoclube da ZON (e eu agora deixei-me daquelas coisas de "arranjar" os filmes por "outras vias") resolvi aproveitar que hoje é dia de Momentos WOOK (30% de desconto na WOOK, aproveitem!) e vou encomendar o Selvagens em livro, que dizem que tem críticas tão boas quanto o filme e compro já também o último do Daniel Silva, Retrato de uma Espia para oferecer à mãe no aniversário (entre outros presentes), que agora deu-lhe para ler policiais (Deus deu-me uma mãe que lê mil livros por mês). Agora não sei é se encomende mais alguma coisa para mim. Tenho qualquer coisa que mexe comigo quando o assunto são descontos. Se a nível de roupa DETESTO saldos e quando entro numa loja em saldos tudo me parece mau, velho e feio, já noutros produtos parece que tenho obrigação de aproveitar o desconto e comprar mais 4 embalagens de Cif, mesmo já tendo 3 em casa, só porque está com 50% de desconto em cartão. Apetecia-me comprar o Quarto de Jack, que já me disseram que era lindo lindo lindo (vejam o booktrailer), o último do Ian McEwan, Mel, porque apesar de nunca ter lido nada dele, se o meu namorado tem lá por casa toda a bibliografia dele é porque deve prestar para alguma coisa, queria também A Ilha, de Sándor Márai porque já li dele As Velas Ardem Até Ao Fim e adorei, pelo que como veem, eu não quero gastar 3000 euros em livros mas tenho uma série deles que me apetecia levar para casa (sendo que neste caso a tarefa é simplificada, tendo em conta que não os tenho de levar para lado nenhum, eles é que me vêm ter a casa).

Por isso preciso da vossa ajuda, o que recomendam, hein? Alguém já leu algum destes? Recomendam outros? Vocês já me conhecem, já conhecem os meus gostos. Deem lá ideias que a promoção acaba à meia-noite e eu não quero deixar nada escapar.

3 comentários:

Catarina Poppe Figueiredo disse...

Sou uma seguidora relativamente recente, tanto que nao me sinto a altura de conhecer os teus gostos, mas ja li o Quarto de Jack (nao vi o booktrailer) e gostei muito. E pesado, impressionante, interessante e faz pensar. Esta escrito na perspectiva de uma crianca, pelo que nao se pode dizer que seja uma escrita particularmente "boa", mas confere densidade e graca a historia e a maneira como vamos descortinando o que se passa.
Pronto, nao sei se ajuda...

Anónimo disse...

O Quarto de Jack é muito bom... Vale muito a pena. A Ilha também é mt bom. Mas gosto mais de O Quarto de Jack. Boa sorte

Maat disse...

desses que falas não conheço nenhum, mas já que queres sugestões acabei há pouco a viagem do elefante do Saramago e gostei bastante. e estou a ler o claraboia dele também e também estou a gostar :)

em relação ao Selvagens, o filme, não achei fantástico, mas se calhar sou eu que ando desencantada com o cinema.