segunda-feira, maio 02, 2011

Falta de timing

Num dia em que toda a gente se preparava para tecer (charters e charters de) comentários ao Peso Pesado, vai-se-me o Obama e mata o Bin Laden. Não podia ter deixado para amanhã? Não? Era assim tão urgente matar hoje o (suposto) maior terrorista da actualidade? É que eu não vi o programa (não, não sou uma snob que não vê programas portugueses - aliás, gosto muito do Mais Futebol e do Dia Seguinte, se bem que aquele Rui Gomes da Silva dá-me vontade de lhe dar estalos sem parar, e eu sou benfiquista, imagino que os portistas não se tenham mesmo conseguido controlar quando lhe deram aqueles sopapos à saída do Shis - simplesmente àquela hora estava numa importante chamada telefónica para uma ex-colónia) e gostava muito de saber se aquilo é assim-assim, mau ou péssimo (já não ponho a possibilidade de bom ou muito bom, reparem).

Já soube que os concorrentes tiveram que fazer exercício com as suas próprias roupas e que os sortudos dos telespectadores tiveram a bela visão de um rechonchudo rabo despido quando elas se abaixavam. E mais? Contem-me tudo, que eu nem sabia quem era esse tal Bin Laden e preciso de tema de conversa para a caminhada de hoje.

8 comentários:

MJ disse...

:)
eu vi e achei mau, péssimo.
E essa coisa de os concorrentes usarem as próprias roupas, péssimo.
Tudo mau, sem ritmo, parado, a puxar ao sentimento, enfim.

Helena de Troia disse...

Ohh eles usaram as próprias roupas porque ainda não estavam formadas as duplas coloridas porque vi-os no sábado a filmar na praia em frente à minha casa e estão todos com as camisolinhas como o americano. Não foi pééééssimo, foi ao estilo português, a puxar o drama e as histórias tristes da vida. O problema é que nós temos a referência do americano, e queremos igual. A nutricionista já veio dizer que não podemos esperar resultados iguais ao do americano.. enfim, e porque não? Porque não somos tão bons?

Mak, o Mau disse...

Por ordem de prioridades, hoje já falei sobre o peso pesado. O Bin Laden, comparado com a Júlia Pinheiro, era um menino...

Just me disse...

Quando a referência é excelente é dificil aceitarmos algo de menor impacto!!!

Temos algumas coisas a aprender com os Americanos... mas tal como a Helena de troia diz porque é que não podemos fazer tão bom como lá fora???

Acho que o nosso problema é exactamente esse: os outros são melhores do que nós e resignamo-nos!!! Enfim... pergunto-me onde está o nosso espirito de conquistadores tal como os nossos antepassados????

Maria Papoila disse...

eu estava petreficada com o tamanho dos gordos do programa dos gordos. e o tamanho do rabo da outra. dos maiores rabos que já tive oportunidade de ver.

novo blog!
http://naosejasurso.blogspot.com/

Sílvia disse...

Um bocadinho chato, não tão emocionante como o americano, mas assustador ver o tamanho do rabo da rapariga, só me dá pena e leva-me a pensar que aquelas pessoas são completamente limitadas no sentido em que não devem conseguir fazer coisas basicas como andar mais de cinco minutos sem ficarem super cansadas ou apertar os cordões por exemplo...

Pinky disse...

A SIC nem seguir o formato que já existe consegue. Foram muito inteligentes, realmente, em porem os concorrentes a correr com as próprias calças de cintura descida no meio da lama!

Luiz Roque disse...

com esse video vc vai beijar muitoooooooooooooooooooooooooo
legal esse blog, se liguem nesse video ai abaixo(beijossss acendo a chama no motel, video sertanejo super romântico) da musica me beija
copie o link e cole no seu navegador ou acesse luiz roque me beija
http://www.youtube.com/watch?v=Ly2Bt3CI7mk