domingo, julho 05, 2009

Modernices

Se há coisa que me anda a irritar profundamente é a chamada nouvelle cuisine e os restaurantes que a servem. Vemos um restaurante muito bonitinho, falado nas revistas e recomendado pelos melhores chefs, fazemos a reserva, vamos, sentámo-nos, tudo muito educado, menu muito lindinho, escolhemos o prato e depreendemos que vamos que comer muito bem. É que uma pessoa lê medalhão de X com molho de Y e imagina logo uma bela posta de carne suculenta, regada com um molhinho apetitoso e, apesar de não dizer na carta, acompanhado de um belo de um arroz, quem sabe uma batatinha, quando muito um esparregadozito. O prato não chega e vamos atacando as entradas, que para 4 pessoas são 3 pedacinhos de alguma pasta desconhecida e duas fatiazinhas de pão. Nada dos 8 rissóis, croquetes e bolinhos de bacalhau com que sonhamos o dia todo, nada de um cestinho cheio de vários tipos de pão, nada de manteiga. Mas pronto, o prato compensará. Chega o prato, assim como a desilusão. Um prato XXL com uma rodelinha de carne mirrada no meio, uns sarrabiscos artísticos de molho à volta e uma folha de um legume não identificado e não comestível pousada de lado. "Bom apetite", dizem, e eu pergunto-me se saberão verdadeiramente o significado de apetite, se saberão que o sufixo -ão dá ideia de grandeza, quando na verdade o que servem é uma mísera medalhinha. Enfim... a sobremesa compensará. Vem a carta das sobremesas e escolho um bolo de chocolate, tenho que me consolar de alguma forma. Ou melhor, bolo não, gâteau, porque neste tipo de restaurantes os bolos são gâteaus, os cremes são crémes e os gelados são sorvetes. Com a pequena diferença que o gâteau afinal não é um bolo, nem sequer uma fatia e sim uma migalhinha de chocolate, mais uma vez enfeitada com uns desenhos muito artísticos e muito inúteis, feitos num molho de menta. Vem a conta e desembolsa-se um pequeno tesouro para se sair dali apenas com uma décima parte do estômago satisfeita e acabar a noite na barraca de cachorros ou de pão com chouriço.

21 comentários:

Este Blogue precisa de um nome disse...

Ah ah ah ah ah ah ah ah
adorei o post e não podia concordar mais contigo!!! Nesses mais ninguém me apanha!

Aninhas disse...

É por isso que imagino todas as pessoas que vão a esses restaurantes a irem logo de seguida ao Mac ou assim :-p

Daisy Maria disse...

uma pessoa a querer ser fina e é mal servido xD

Macalila disse...

A última vez que fui a um restaurante desses, o meu irmão chegou a casa e devorou avidamente uma taça de Chocapic!

Sophie disse...

Isso é bom para quem queira fazer dieta de forma chique: come pouco e desembolsa bem! ;)
A mim não me apanham nesse tipo de restaurantes precisamente por causa de tudo o que descreveste ;)

Marta disse...

Adorei o texto, devo dizer.
Afinal nós comemos para saciar o nosso corpo, o estômago não tem olhos lol

Patricia disse...

Agora que estou de dieta, a ideia n me desagrada. Mas não comer, por não comer, não como em casa... a custo zero!

Moçoila disse...

Oi gosto muito do teu blog. Costumo vir visitar muitas vezes mas este é o meu primeiro comentario.
Isso que relatas é bem verdade. Uma vez fui a um restaurante desses e depois de comer essa enorme quantidade de comida que eles servem só me apetecia lhes dizer "ok, gostei da amostra podem trazer o resto".
E como obvio depois tive que ir ao mcdonalds comer porque fiquei cheia de fome.

Katy disse...

"Gâteaux", com x no plural...

Bafejada pelas Musas disse...

loool é mesmo o terror. viva os restaurantes com entradas com acepipes morninhos, pãozinho a rodos, camarões até, um presuntinho, dpois uma travessa de comida com leitão ou assim e uma sobremesa do género uma taça cheiinha de mousse de chocolatinho caseira:D sem esquecer a manteiga po pão para mim um restaurante ganha muuuuito se a puser logo na mesa e não me fizer pedir:D

joel carvalho disse...

Boas,

Visitei o teu blog pela primeira vez e achei simplesmente, de mais. Parece que vais ter mais uma visita única por dia. Olha se puderes adiciona este link ao teu blog e faremos o mesmo com o teu se quiseres (uns para os outros).

Blog: http://osamigalhacos.blogspot.com/

Abraços

Alguma coisa responde para este e-mail: pirusas.carvalho@hotmail.com

Miss Kin disse...

Tenho sempre medo dessas coisas da Nouvelle Cuisine, porque sou uma garota de muito alimento e não há nada pior do que sair de um restaurante com tanta fome como a que se entrou!

triss disse...

E o dinheiro que se gasta...

Anette disse...

Epá, há que dizê-lo. Nem todos são assim. Não sei onde foste comer, mas estou a lembrar-me por exemplo do Olivier...não sais de lá com fome e os pratos são maravilhosos, a compensar os 50 euros por pessoa.

Feiticeira disse...

gostei do texto! p
Palminhas!

Lila* disse...

Concordo plenamente:) E dp ficas satisfeitinha com um cachorro q foi mt + barato e enche-te o estomago=)

Allie disse...

Bem, certa vez cometi o erro de ir a um restaurante publicitado na Happy. Agora percebo porque só falavam na decoração... A comida não valia nada. :-s

jagga disse...

Tão verdade sim senhor... :)

Mas confessemos, à pratinhos desses que espalhados nas paredes cá de casa davam uma decoração daquelas :)

LittleBunny disse...

LOOOl.Realmente!é d passar fome mesmo!

R. disse...

LOL já agora deixo um esclarecimento, em qualquer restaurante que seja, gelado é feito com leite, e sorvete é feito com fruta e agua!Bisou

Mi disse...

Adoro ler os teus textos!! Tão cheios de alma... :)