terça-feira, maio 26, 2009

Ainda o "He's not that into you" - versão masculina

Este post é para os meus leitores rapazes (são poucos mas bons). Meninos, já sei que os homens são estúpidos em geral e raramente conseguem perceber os sinais femininos, se a gaja diz que não porque é mesmo não, acham que se está a fazer de difícil e se a gaja diz não para se fazer de difícil acham que é mesmo a sério e não insistem mais. Mas digam-me uma coisa, vocês também fazem aqueles joguinhos (tipicamente femininos, diria) de "não vou responder à mensagem/email mal ela manda para ela não pensar que estava aqui desesperadinho à espera de notícias, vou contar 3 horas e 42 minutos e aí sim, já posso responder e parecer desinteressado"? É que nós fazemos isso constantemente (há quem ache que 3h42 é pouco tempo por isso o melhor - se conseguirmos - é mesmo esperar as 3h45). Vocês também têm estas paneleirices ou com vocês é sempre pão-pão, queijo-queijo, e se respondem na hora é porque vos apeteceu responder na hora e se respondem mais tarde é porque vos apeteceu responder mais tarde, sem qualquer interesse no que a gaja possa subentender dos vossos actos? Vá, sejam sinceros, abram-se comigo que eu prometo que não conto às outras.

40 comentários:

Anónimo disse...

Eu falo por mim: não sei fazer jogos, deixo isso pra vcs!

Carlos

Inês disse...

Estou curiosa para ler as respostas...

filipa disse...

Boa pergunta!!!
Espero que haja muitas respostas ;) dava jeito a qualquer moça!

Sanxeri disse...

Pfffffff... duvido que os machos admitam.

sweetie disse...

Devem ser piores do que nós! =P

Kami disse...

Vem uma pessoa à procura de respostas e há 4 comentários de mulheres (em 5)!

Berenguer disse...

Quanto à pergunta dos jogos, claro que os fazemos, não somos inocentes, nem nós somos tão simples, nem as raparigas tão complicadas. Claro que como no filme existem as excepções que fazem a regra e por vezes quando parece que já estamos a entender tudo ocorre uma situação que faz com que ande tudo à roda novamente. Porém há uma coisa que me irrita e aí falo por mim, não em nome de uma classe, é que quando faço as coisas faço-o genuinamente e sem qualquer segunda intenção e a classe venus procura sempre a segunda intenção do que se fez. Se a rapariga nos interessa claro que respondemos logo, se não interessa e percebemos que dali não virá nada de interessante respondemos quando apetece ou quando nos voltamos a lembrar, alguns pa marcar distanciamento, quanto a mim por excesso de educação, mesmo que já tenha mostrado estar indisponível e que não estou interessado, não quer dizer que seja parvo e que daí não se possa criar uma amizade.
Já sei que algumas pessoas vão pensar que assim consigo manter a rapariga na minha órbita, mas não é nada disso, não sou planeta e nem procura satélites.

espero ter contibuído um pouco com este ponto, mas não conseguia ficar sem responder.

kiss me disse...

E viva o homens que falam!

SP disse...

Eu conheço um que faz esse tipo de joguinhos!

Anónimo disse...

Sinceramente, nem sequer penso nisso na hora de responder a sms ou email's. A minha atitude, salvo alguns imponderáveis, é sempre a mesma: ou respondo de imediato ou nao respondo. E aí sim, pode-se subentender perfeitamente a minha vontade. Mais simples é impossivel, nao?

Dica: "que brasa..."

Pedro disse...

Os homens tb fazem jogos mas acho q somos, em geral, muito mais directos.

Se queremos ligar ligamos, se queremos escrever escrevemos. Mostrar desinteresse não me parece ser uma boa táctica...pode sair furado. Até pq qual é a "gaija" q não gosta de se sentir o foco de interesse? É evidente q falo de uma coisa bem feita e não de uma conversa à lá "gajo das obras"...

Salsicha disse...

O que seria de uma relação sem o incerto? São jogos de sedução, que só funcionam com 2 ou mais participantes ;)

Adivinha disse...

Kiss me, os homens estão cada vez mais femininos, como já deves ter reparado, por isso há muitos que fazem esses joguinhos. Mas a maioria (na qual me incluo) não está para isso. Mas atenção! Isso não quer dizer que se não respondemos logo à mensagem não estamos interessados. Podemos estar, e muito. O problema é que às vezes somos lentos e esquecidos.

Anterus Belchans disse...

Isso depende da pessoa (eu sei, eu sei, lá vêm os cépticos). Mas a verdade é essa.

Se a rapariga em questão for sincera, espontânea, e tiver ainda menos jeitinho para 'O Jogo', que eu, claro que, não existe assim nenhuma necessidade premente de continuar com essas jigajogas.

No entanto, se ela gostar de 'jogar', e, isso sente-se, sim, condiciono os tempos, as palavras, os timings, o que fica subentendido, a taxa de flirtação inerente, sendo que geralmente o rapaz(neste caso, eu) dá uma de FC Porto, e só ataca, e a rapariga(ela) dá uma de Benfica, e faz o papel dela em defender.

Mas no fundo, e resumindo, a resposta à tua pergunta é que sim. Quando se justifica, e quando vale MESMO a pena, também entramos nesses joguinhos. Pelo menos, eu.

Cheese Maker disse...

Temos de mudar as nossas estratégias.... n nos podemos render á previsibilidade e mt menos deixemos q os machos imitem as nossas tecnicas de "sedução" LOL

beijos*

Anónimo disse...

Quando se está apaixonado não perdemos tempo, respondemos na hora, ou como acontece frequentemente, tomamos sempre a iniciativa. Agora o não responder, o fazer esperar, isso são jogos e pequenas aventuras de fim de semana. A vida não é só trabalho...

Jardim disse...

Na minha opinião (e experiência...) os homens só jogam quando há jogo declarado do lado de lá! Se o jogo não for descarado, então o homem vai responder sempre logo que puder (que nem sempre é na hora, mas não há de demorar muito!).

Joana disse...

Bem, assumo que não entendo nada de Homens, nem de Mulheres, o que ainda é pior. Nem de jogos, só se forem nitidamente declarados. Por acaso se houvesse para aí um cursozinho intensivo dava-me jeito, somos todos tão complicados que às vezes até chateia.

E entender se eles estão interessados ou não? E quando são amigos e ficamos sem saber se estão a fazer aquilo porque são amigos ou porque há mais qualquer coisa atrás?
E depois se tentássemos e afinal era só amizade e estragamos tudo?

LOL, eu bem digo, precisamos de explicações:)

Berenguer disse...

Caio no clichê, não existem formulas, certo ou errado, apenas existe o que fazemos e queremos fazer. Depois existe um mundo de interpretações. Nós não estamos a ficar como as mulheres, nem vice-versa em termos de jogos. Já o Eça demonstrava a igualdade e desigualdade no jogo amoroso. por vezes temos o poder, noutras não, mas num instante tudo pode mudar.
Não me venham com tratas que os homens do hoje bla,bla,bla... Talvez agora tenhamos é chegado a um ponto em que de facto comunicamos e por isso é que talvez tantas relações acabem... lol
Falamos todos de mais, como foi a tua primeira vez, com quantas pessoas andaste, como foi e sem nos apercebermos só precisamos saber o que a outra pessoa gosta, o que quer e o que nós queremos, bastam duas pessoas numa relação e por vezes apenas uma lembrança pode estragar tudo.
-Com que então foi com esta tua amiga?
-Sim, porquê?
-Eu bem vi como ela olhou para ti e a seguir para mim...
-que queres dizer com isso?
-eu? nada....

e esta conversa pode durar horas, desculpem ter generalizado mas acontece.

Francisco

James Lewis disse...

Uma resposta rápida, num quadro em que ambos sabem da existência de disponibilidade para tal, é um sinal claro de estima. O que pode advir dessa condição, terá que ser descortinado com o tempo, quanto mais perguntas nos colocamos, mais dúvidas surgem para atrapalhar a nossa visão dos factos.

A minha experiência, diz-me que é mais fácil e menos sofredor, não pensar em tais detalhes e esperar que o futuro nos responda.

Do que vale uma pessoa responder na hora, quando daqui a 5 dias nem sequer se recorda do nosso nome.

Hoje em dia é tudo muito descartável… seremos nós, merecedores de relações descartáveis?

Anónimo disse...

Berenguer...
Tens toda a razão em tudo!

E a verdade é que nós mulheres somos muito mais "telemovel-dependentes" que os homens! Lá por mandarmos uma sms às 10h da manha não quer dizer que vocês a vejam às10h00m03s...

E se a resposta nao vem de imediato...ou passado 3 horas...ou vá...7 horas lol, não nos adianta pensar que "nunca vai chegar"...porque se houver interesse ela chega sempre!

Ana

Berenguer disse...

Obrigado Ana,
não é ter razão, são apenas pontos de vista,
o que interessa é que essa resposta seja sempre a sincera, independentemente se chega ou não...

Tyta disse...

Sinceramente acho que a maioria dos homens não tem paciência para esses jogos...
E acho que só fazem esses jogos quando estão mesmo apenas a "jogar"...
Porque quando é, é... Mandam e acabou... E se não respondermos se calhar até perguntam na maior descontracção se tá tudo bem... porque é que não respondemos...
Nós mulheres, temos que ter um significado para tudo... E enfim... Sou mulher... Mas nestas coisas, também quem me dera não contar os minutos... Os segundos a que devo mandar ou que devia ter recebido uma sms...

"God, make me good... Not yet..." ;)

Melga disse...

OK! os gajos e as gajas são todos iguais, nos jogos e na sedução e até na violência...só são diferentes numa coisa, o ser macho ou fêmea....quer dizer ás vezes até esta coisa já está toda baralhada...
gostei, tenho segredos mas ficam pra outra ocasião, é que senão sou como as ditas gajas,,,nunca sabem guardar segredo...
Bjo*

Intruso disse...

lamento, mas toda a gente faz isso...

AP disse...

Na minha sincera e modesta opinião, acho que esse "mal" é mais geral do que as pessoas pensam ou querem admitir. A vida é feita de jogos, o ser humano é assim. Se não é o deixar passar um tempo antes de responder é o responder de forma enigmática, se não é o responder de forma enigmática é o parecer interessado agora e desinteressado mais logo... Ajuda a manter as relações animadas (de um ponto de vista algo retorcido lol).

Agora falo por mim: por vezes sim, confesso, faço isso. Umas vezes porque não quero parecer demasiado ansioso, outras porque a conversa não me agrada, outras porque me agrada demasiado. No entanto nunca deixo de ser genuíno nas respostas. Nunca deixo de dizer aquilo que penso, se eu estiver interessado numa rapariga ela vai sabê-lo. E se ela o souber e eu demorar a responder, das duas uma: ou demorei a ver a mensagem, ou não quero que pense que estou completamente caídinho e que conto os segundos para poder falar com ela.

O importante, no fim de contas é que a resposta chegue. Pode tardar, sim. Mas o importante é que chegue: não pode ficar nada por dizer. Já há demasiados mal-entendidos com o que se diz, fará com o que não se diz...

Cheguevara disse...

Confere, por norma so vê os sinais quem está de fora. Eu devo dizer que me parecem obvios qnd se passa com algum amigo, mas qnd é cmg nunca reparo. Não à cá esperas pa ninguem, respondo qnd posso e se entendo que devo responder. Em relação aos "nãos" eu nem penso se quer dizer alguma coisa ou nao, vou atras enquanto tenho vontade de o fazer.

nuvem disse...

Fiquei mais ou menos na mesma, como a lesma... :)

Beijinhos

Mister Peter disse...

Eu só faço jogos se percebo que a mulher também os faz e, geralmente, ocorrem numa fase inicial. A partir do momento que estamos "sintonizados", não gosto de fazer sofrer quem de mim gosta.

Penso que quem faz mais jogos são as mulheres. Também acho que são sempre as mulheres a comandar o jogo, apesar de por vezes gostarem de dar-nos a ideia que assim não é.

Swadharma disse...

Eu nunca esperei para parecer desinteressado.
Só demoro se não puder responder ou se tiver que pensar, mas não conheço esse jogo do fazer difícil!
Provavelmente é um defeito. A julgar pelo estado civil 'encalhado' deve mesmo ser um defeito, mas não sei fazer isso!
=P

via disse...

acho, apesar de não ser homem, que há alturas, estados de espírito e fases de relação e tipos de relação em que todos jogamos, TODOS, né fácil não...

António disse...

Post muito interessante. Apesar de ser díficil a generalização, penso que as mulheres fazem esses jogos mais vezes. E isto é fácil de explicar pela necessidade da mulher saber o que esperar do outro lado e se deve ou não investir naquela relação. Os homens são mais directos nesse campo, apesar de também fazerem esses jogos, principalmente se suspeitaram que do outro lado está alguém a fazer exactamente o mesmo, como já aconteceu no meu caso. Obviamente que há sempre excepções e quando se gosta mesmo nem se mede as acções. Bem haja a todos.

Pipoca disse...

Eu acho, acho não, tenho a certeza, que els são tão bons a jogar como nós...

LC disse...

Falando por nós: acho que os homens fazem isso bem menos que as mulheres.

Falando por mim: eu não faço. Se quiser ligar ligo e digo "queres ir jantar?". Se ela não quiser, amigos na mesma. Se cada um disser ao que vem..tanto melhor.

Só uma nota, o melhor modo de começar um post destes não é "já sei que os homens são estúpidos em geral". O que dirias se visses o mesmos escrito em outro blog sbstituindo apenas a palavra "homens" por mulheres?? humm???

Nem os homens são todos estúpidos nem as mulheres são todas um bicho estranho que fazem jogos e nunca dizem o que querem!

ph disse...

Isso depende. POdem fazer, +ara não se mostrarem tao faceis.
Ou entao, se for uma pessoa minimamente ocupada, umas vezes responde na hora, outras nao. é o meio termo, e no meio é que está a virtude =P

ph disse...

Isso depende. POdem fazer, +ara não se mostrarem tao faceis.
Ou entao, se for uma pessoa minimamente ocupada, umas vezes responde na hora, outras nao. é o meio termo, e no meio é que está a virtude =P

Arrumadinho mais novo disse...

Não faço jogos nenhuns e não compreendo os vossos jogos...isso sim seria um bom post, explicar os vossos jogos. Será que não compreendem que´nós não os compreendemos.

Arrumadinho mais novo disse...

Não faço jogos nenhuns e não compreendo os vossos jogos...isso sim seria um bom post, explicar os vossos jogos. Será que não compreendem que´nós não os compreendemos.

Anónimo disse...

Sou muito sincero. Cada vez gosto menos de joguinhos. Sim, é saudável, sim é um pouco o sal e a pimenta de uma relação, mas há jogos e jogos. Quando o jogo é transparente e jogado abertamente com um único objectivo de adiar o inevitável e tornar tudo mais emocionante, então óptimo. Mas quando não há tanta transparência quanto isso e começa a meter mentira estúpida pelo meio perde a piada. Confesso-vos que neste momento os jogos têm-se virado contra mim e dei por mim a perder a humildade e sinceridade que sempre me caracterizaram. O que é certo é que quando é com os outros, nós de fora somos grandes treinadores de bancada e até conseguimos ajudar, mas quando nos toca a nós, calculismos estúpidos acabam por nos lixar a vida.
Quanto à parte do "se a gaja diz que não porque é mesmo não, acham que se está a fazer de difícil, e se a gaja diz não para se fazer de difícil acham que é mesmo a sério e não insistem mais." digo-te apenas uma coisa. Poe-te no lugar do homem e diz-me se é fácil perceber o quando é que é para insistir e quando é que é para deixar. Verdade seja dita, há nãos e nãos, e eu já dei a volta aqueles que "não eram para insistir", mas quando é para insistir e nós não o fazemos, porque raio vocês mulheres não dão sinais de vida? É assim tanto o interesse afinal? Nós somos básicos, é certo, mas também somos lógicos e não adivinhamos o que voces querem. Por isso, se querem que corramos atrás quando nos afastamos...FALEM! Senão ficam homens e mulheres a perder por estupidez!

Evinha disse...

..eu sabia TUDO desses truques e jogos .. tudo tudinho .. muitos anos a ler "ragazzas" qd era uma jovem adolescente.. aquilo era tipo a bíblia na altura.. acreditem! ..mas depois cresci ..a uns aninhos ainda mais tarde.. apareceu-me pela frente alguém que me trocou as voltas todas ..de repente nada de nada dessas coisas davam certo com ele.. dava tudo muito melhor resultado sem jogo algum!..tive de aprender tudo de novo .. ..pronto ..fora uma ou outra manhosice de vez em qd, saudável e bem sucedida para o bem da relação ;pp! ..