quarta-feira, julho 23, 2008

As melhoras, bebé!

Ao fim de 5 anos e meio de uma convivência pacífica e de um relacionamento feliz e harmonioso, eis que nos últimos dias o meu carro me começou a dar problemas. Os sintomas eram mais que muitos. Ele era um consumo excessivo, ele era um trepidação exagerada, ele era um barulho irritante do tubo de escape e, ontem, o sintoma mais temido, o pipipi pipipi, a luz a piscar e a mensagem maldita no ecrã: "avaria no motor". Estava na cara que tinha que o levar ao médico. Após poucas horas de afastamento, comecei a notar sinais de inquietação. Dormi mal, acordei muitas vezes e passei a manhã toda a olhar para o telemóvel a ver se o doutor me dizia alguma coisa. Não disse, claro está, que isto não se pode confiar nos homens para nada, e lá tive que ser eu a ligar para ouvir um resumo do diagnóstico. Não contente ainda passei lá à saída do trabalho para ver, ao vivo e olhos nos olhos, se o médico não me mentira ao telefone. Mal entrei, vi-o ao fundo. Preto, com as marcas da chuva da manhã, sem antena e cheio de lenços de papel usados e frascos de iogurte líquidos. Respirei fundo, limpei a lágrima que se me formou no canto do olho e lá fui falar com o especialista, que me explicou que após um TAC, um encefalograma, um ecocardiograma e uma prova de esforço, finalmente descobriram a causa da doença. Apesar de completamente leiga nestas matérias médicas, lá consegui perceber as palavras "injector", "bobina", "gasolina", "directamente", "tubo de escape", "falhar" e apercebi-me que o quadro era negro: o pequeno vai mesmo precisar de um transplante. Diz que é uma operação rápida, pouco invasiva e que ao fim da tarde já vai estar como novo. Ainda assim, amanhã de manhã lá estarei, a segurar-lhe a mãozinha, a dar miminho e a dizer que vai correr tudo bem.

4 comentários:

Sara M. disse...

bom post.
eu tb dou por mim a dar vida ao que me rodeia, carro, maquina fotográfica, pc, etc etc...

espero que a operação do teu pequeno corra pelo melhor. torço por uma rápida recuperação.

:)

Timido disse...

É o que dá andar atrás dos Italianos... mas bem vistas as coisas são quase todos assim... Vais ver que só dói na altura de pagar... mas tudo passa ao final de 1000 ou 2000 kms...

Beijinhos

Loca disse...

Adoro o teu carro ;)
As melhoras... é um Fiat, não há que esperar mto mais, infelizmente!

Pedro Aniceto disse...

Bobina... O meu já vai na QUARTA! (Só tem quatro!)