domingo, junho 24, 2007

Conclusões do S.João

- há pessoas egoístas ao ponto de levarem recém-nascidos e criancinhas de colo para o meio da multidão e do barulho até às tantas da manhã.

- há pessoas estúpidas ao ponto de se meter com o carro pelo meio da confusão (e não falo do velhinho, que esse já não tinha idade para ter esse discernimento)

- estivesse eu grávida e o filho nasceria com cara de fartura

- o porto é mesmo o campeão em espécimes nojentos e horríveis

- já não tenho idade para isto (mas também desconfio que nunca tive idade para andar quase 10 km a levar com martelinhos e alho porro na cara)

- há uma Hulk dentro de mim. Hulkzinha, vá. A certa altura disse para mim mesma (e para os meus amigos) que a próxima pessoa que me enfiasse alho porro na boca, lho ia arrancar e esfregar-lhe com aquilo nos dentes a ver se gostava. Eu até pôr o meu plano maléfico em prática, mas a próxima pessoa a dar-me com o alho era um matulão todo tatuado de lenço na cabeça, qual sósia do Alexandre Frota, pelo que temi pela minha vida e deixei-me estar muito sossegadita.

6 comentários:

Daniela disse...

LOL, pois nessa ultima parte realmente foi o melhor que fizeste...

Kikas disse...

De facto, o pior do porto são mm os desdentados com bigode (homens e mulheres)

Daniela P disse...

Hmmm... É bom saber que não fui a única a tirar estas conclusões! Em Braga foi igual mas o que me tirou mesmo do sério era ter de levar com alhos porros pela boca adentro e que já deviam ter andado em muitas outras bocas! Nojo! Mas quem anda à chuva...:) E às farturas gordurosas acrescento algodão doce! beijo grande

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

lollll

wednesday disse...

bem, ainda "bai" chegar o dia que vou até ao Porto divertir-me no S. João!:)

o vizinho disse...

Experimentem o S. João em Lisboa. Podem almoçar em Cascais fazer praia no Estoril e comer uma sardinhada em alfama...isto tudo sem alhos nem martelos.