quarta-feira, abril 18, 2007

De como eu hoje quase morri

Ora toda a gente (ou todas as mulheres, digamos antes assim) sabe que andar com tacões fininhos pode causar imensos problemas a uma deslocação rápida e eficaz entre lugares. Principalmente se esses lugares estiverem separados por um passeio de paralelo. Ou pior. Por uma rua em paralelo. Hoje, não obstante saber que ia ter que andar imenso a pé, lá saí eu de sapatinho verde garrafa de tacão fininho. Claro que já se esperava que o meu rico tacão se ia meter no meio de dois paralelos. E isto aconteceu no passeio?, perguntam vocês. Ora isso é que era bom! Foi mesmo ali, no meio da estrada, qual Jennifer Lopez num qualquer filme em que faz de organizadora de casamentos. E fazer com que o pé saísse do buraquito, isso sim, foi um filme. Eis senão quando vejo um autocarro a aproximar-se. Aí sim, vi a morte a chegar e a minha vida toda a passar-me à frente dos olhos. A minha casa em Ofir e as brincadeiras no riacho em frente, o escorrega no infantário, os beijinhos ao Gustavo na praia de Ofir atrás das barracas, as colegas da primária, a mudança de casa, os exames do ballet e as competições de natação, as viagens para a Póvoa a cantar "Dartacão Dartacão correndo grandes perigos", a paixão do liceu, o ano de caloira e as noites (loucas) no Soundplanet, o prof de literatura inglesa e as discussões sobre T. S. Elliot, a viagem de finalistas e as novas amigas e os meninos de Lisboa e tuditudo, a aventura na Zambujeira, a primeira aula que dei, a visita de estudo com o 11ºG, o carnaval em Veneza, os beijos lisboetas que não cheguei a dar no fim-de-semana passado.... tudo me passou (em 3 segundos) à frente dos olhos e, como não apareceu nenhum Matthew McConaughey para me salvar, lá teve o motorista do autocarro que fazer uma travagem brusca, não sem soltar uma dúzia de palavrões sobre a cabeça aqui da Kiss. Mas não há-de ser nada, a sério, eu estou bem!

6 comentários:

Ana disse...

k sorte!!! quer dizer ao menos ficas bem :)

Soph!a disse...

chiça...e n me digas q isso foi logo de manhã...??!!

ao menos tás bem...

Anónimo disse...

hehehe... e como conseguiste soltar o sapato?

Fá disse...

Estou super solidária contigo...
Aconteceu-me algo semelhaste ontem...pois...eu saí do metro e o sapatinho agulha ficou lá, preso sei lá onde...
E depois?
Pé-cuxinho até casa...um horror!!!

Inês disse...

Bem me parecia que havia uma razão bem óbvia para eu não largar as sapatilhas apesar de ter 23 anos :P

kiss me disse...

Ana, sorte foi ninguém me roubar o saquinho de compras da lefties que eu atirei quando fiquei presa.

Soph!a, não foi à hora do almoço. Mas tive prestes a ter uma indigestão.

Anónimo, com jeitinho :)

Fá, tiveste mais azar que eu, eu lá consegui tirar o sapatinho.

Inês, quem me dera a mim ir trabalhar de sapatilhas!!!