segunda-feira, janeiro 15, 2007

Tarde de domingo

Depois de muito puxar pela cabeça (não sei porque se usa esta expressão mas ok, já que existe vou usá-la), descobri por fim a razão do meu estado de espírito de ontem. Ora, sábado à noite fui sair, tive um belo jantar surpresa (não para mim mas a emoção era como se fosse) e fui passear o meu perfume pela noite bracarense. Cheguei a casa às 4 e tal, mais mensagem menos mensagem (que o meu polegar não consegue adormecer sem teclar um bocadinho), mais fatia de bolo menos fatia de bolo (que o meu estômago também não consegue adormecer vazio), eram já 5h quando fechei os olhitos. Acordei com o despertador chamado mãe a lembrar-me que havia almoço de família e lá me fui arranjar e tentar disfarçar a cara de "gosto muito de vocês mas queria dormir no mínimo mais dez horas. No fim do almoço alapei-me no sofá a ver tv. Não me apetecia ver filmes, não me apetecia estar no messenger, não me apetecia mandar mensagens (eeeehhhhh) e, acima de tudo, não me apetecia mexer o rabo para nada. Faço o zapping do costume (e não desesperem que já me estou a aproximar da explicação), e onde é que a Kiss me decide parar? VH1 Classic, ahpoijé!! E lá está. Passar a tarde a ver a Mariah Carey (quando ainda cantava vestida, é verdade, mas vestida ou despida vê-la é sempre uma experiência traumatizante), uma série de bandas com cabelinho à Michael Bolton, outra em que todos os membros eram homens mas estavam maquilhados e tinham cara de mulher, homens de 70 anos de peruca ou capachinho a cantar como se tivessem 20, não podia dar em boa coisa. Acho que a ansiedade era para ganhar coragem de mexer um braço e mudar de canal. Claro que no meio de tanta música ainda deu para ouvir umas perolazinhas. O meu querido "Take my breath away", "Thriller", "Walk like an Egyptian", "It ain't over 'till it's over"...

E sim, hoje voltei à normalidade, são uns queridos em perguntar, ou melhor, normal normal nunca sou (alguém é?) mas hoje pelo menos já não me apetece bater em ninguém. Bom sinal, não?

8 comentários:

Maria disse...

Diz lá que essas musiquinhas não são giras!!!

Eu gosto do Thriller!

kiss me disse...

Eu gosto de todas, mas o Take my breath away tem um valor sentimental :P

Anónimo disse...

Deves ter a mania! Se escreve-ses textos a sério é que eu gostava!

kiss me disse...

Olha e eu gostava que as pessoas escrevessem (sim, é tudo pegado meu querido) sem dar erros ortográficos.

E se quer textos a sério compre o jornal de notícias e não volte!

la pamplonica disse...

És a maior!!!!

Bolacha Maria disse...

Olha olha, se eu soubesse que a solução era assim tão fácil!..

O Autor® disse...

Lol..... para completar o ramalhete faltava o "Eternal Flame" das Bangles! (assim juntava-se ao "walk like an egyptian" :) )


Anónimo.... para próximo não escrevas sobre o nome de anónimo! É um conselho....

Como eu gosto de heróis como tu...

O Autor® disse...

para a próximo não escrevas sobre o nome de anónimo!


Era isto que eu queria dizer....


Desculpem qualquer coisita!