terça-feira, setembro 19, 2006

Irmão mais velho? Não, obrigado!

Estes dias tenho sentido na pele o que é ter um irmão mais velho. Um primo, neste caso. Eu quando via algumas amigas com irmãos protectores até achava uma certa piada, "ei que fixe, que querido bla bla bla", pensava eu cá para mim. Claro que não entendia porque é que elas faziam aquela cara de larga-me-que-chato-vai-à-tua-vidinha-que-eu-tenho-mais-que-fazer, mas eis que chegou a minha hora de eu (filha uniquíssima), saber também os martírios de um "polícia" constante atrás de nós. Já em certas ocasiões a coisa deu a entender que iria ficar pior. Quando alguém se aproximava de mim nas discos o meu "guarda-costas" ia logo para o meu lado, se eu falava com alguém vinha lá interromper ou então colava-se a nós com cara de mau, o que, diga-se de passagem, pode ser bom nos casos em que as aproximações vêm de gajos que não interessam nem ao menino Jesus, mas é muito mau quando vemos aquele giraço a quem estamos a fazer olhinhos há das horas a vir na nossa direcção. Aí é fazer sinais às amigas, como quem, não deixes o meu primo aproximar-se, não deixes, pliiise!!

Acontece que nestes últimos fins-de-semana a coisa teve tendência a piorar. Isto porque um dos melhores amigos do meu priminho (e meu também) é assim, como é que hei-de dizer, atiradiço, insinuante, metido. Não só comigo, mas com todas! E aí é que a porca, ou melhor, o meu primo, torceu o rabo. Começou a ver que eu e o dito cujo Don Juan andavamos a sair muito juntos, era jantar, era cinema e o priminho sempre com aquela cara de quem já não estava a gostar nada da brincadeira. Até que um dia resolve extravasar a sua raiva. Em plena disco (ao ar livre) o Casanova aproxima-se de mim e diz "quando fores embora avisa-me", a coisa mais normal do mundo, visto que ele estava de boleia comigo, mas foi quando ele acrescentou "mas não sei é se te deixo ir embora tão cedo" que o Hulk disfarçado ao nosso lado, começou a ficar verde. Berro atrás de berro (os copos também não ajudavam) só ouvi "a minha prima não!!!". Eu e o tal rapaz ainda nos rimos mas o primito continuava a não achar piada. No dia seguinte ainda pediu desculpa ao amigo, disse que tinha exagerado e mas saiu-se com este belo pedido: "se acontecer alguma coisa entre ti e a minha prima avisa-me antes!".

Ora, já estou a visualizar a cena. Eu e o rapazito no quarto, beijo aqui, beijo ali, tira t-shirt aqui, tira calça ali... FREEEZE... pára tudo, tipo filme, esquecemo-nos de ligar ao Tiago. É para rir não é?

8 comentários:

la pamplonica disse...

só me rio!

Ana disse...

Epá... acho que é mais para chorar! Um primo desses rifava-o em 3 tempos! Era só o que faltava!!

Pedro disse...

Devias era ter um priminho como eu !!!
rsrsrsrs

Tigas disse...

Vá lá... só pediu para avisar.. antes??!!

Que cromo esse teu primo! Não duvido das boas intenções, mas se o queres acalmar, experimenta fazê-lo ver o que ELE sentiria se os manos ou primos das meninas com quem ele mete conversa lhe fizessem o mesmo...

Acredita que lhe passa logo, ehehe

amarga disse...

Que lata!!!Tenta minar os engates do priminho para ver o que ele te fazia no final do 2º!não há paciencia...

nessy disse...

continuas com um humor invejável... e que me descontrai até ao tecto (pronto, até aos céus fica reservado a gajos! lol)

é bom ler-te de novo amiga. beijo grande!

PS: nunca gostei da freeze :P

dKin disse...

Ui, boa sorte...!

Beijito

Aisling disse...

Ahahahahahah! É para rebolar de tanto rir! Ainda bem que o meu irmão mais velho é de uma espécie rara: só se mete se eu pedir uma intervençãozita! ;)