quarta-feira, agosto 02, 2006

Coração

Diz a Tina*: Who needs a heart when a heart can be broken?

Diz a Rita: EU!!!

Pois que partido ou não, um coração é uma coisa que dá jeito comó raio! Ele bate, ele bombeia sangue a todos os outros órgãos do corpo, ele aperta-se quando há problemas sentimentais e bate mais quando há a parte sentimental, mas sem os malditos problemas. É um amigalhaço, é o que é. E, de qualquer das maneiras eu sempre fui uma gaja com paciência para puzzles, eu e o meu ex até ficávamos tardes inteiras a fazer puzzles (esta é a parte em que vocês pensam já lhe ouvi chamar muita coisa mas “fazer puzzles”? e eu respondo, sim sim, puzzles mesmo com aquelas pecinhas malucas que se encaixam e formam um desenho piroso). Mas como eu estava a dizer antes de me pôr com pensamentos patetas, quem consegue fazer um puzzle de 5000 peças também consegue voltar a juntar os caquinhos de um coração dilacerado e voltar a ter um coração vermelho à Benfica (como não podia deixar de ser), cheio de potência para novas paixões e, provavelmente, para novas desilusões. E o meu, partido partido, só esteve uma vez e consegui colá-lo (e bem!), de resto só umas rachadelazitas de nada que foram resolvidas de imediato com super cola3 (uma fórmula própria que eu arranjei, mais conhecida por Rita-tu-nem-penses-que-vais-ficar-a-chorar-por-causa-desse-idiota). Por isso, seja para partir, para colar, para deitar ao chão e pisar ou para pegar nele e cuidar, o coração é meu e eu quero UM!
.
*Turner

6 comentários:

Matvey disse...

Dá jeito e faz sentido. Mesmo.

Marta disse...

Grande . Alguém devia aprender ctgo.

Lowprofile disse...

Apoiado! ;)

Ana disse...

Mai'nada!!!

Jaime disse...

Gostei do post. :-)

Jaime
www.blog.jaimegaspar.com

Anónimo disse...

Às vazas á mais facil fechalo dentro de uma caixa e esconder a mesma!
Eu não sei fazer puzzles!
Comó é que vou voltar a juntar o meu?!