segunda-feira, março 06, 2006

CIAO!!!

Eu a pisar chão alemão, na escala em Frankfurt



Típico cenário veneziano em pleno Carnaval de Veneza

O Coliseu

É verdade amici, já cá estou de novo em terras portuguesas. Mostro aqui algumas das minhas fotos artísticas (ou não) só para dar um "cheirinho" desta viagem de sonho. Já tenho saudades de comer um belo gelado de chocolate, de apanhar sol na Piazza de Spagna, de ver a devoção de certas pessoas no Vaticano, de dormir num quarto com mais três pessoas, de estar sempre a rir, de descobrir um monumento gigantesco ou um pormenor delicioso em cada esquina, de andar de gôndola, de me sentir pequena face a tanta grandiosidade, de ver lojas carérrimas, de ver ao vivo tudo o que estudei em Cultura Clássica no 1º ano da faculdade, de andar de autocarro de graça, de andar a pé, de dormir ao fim da tarde meia horinha para recuperar forças, do movimento da Piazza Navona, de vibrar quando ouvia alguém falar português ou ao ver a bandeira portuguesa na benção de domingo do Papa, da Fontana di Trevi e de atirar a moeda para lá voltar, de estar com amigos 24 horas por dia.... enfim de quase tudo!!

Coisas das quais não sinto saudades: da antipatia dos romanos, do frio de Veneza, de passar uma semana a comer sandes ao almoço e massa ao jantar, de pagar 4 euros por uma meia de leite, de ser insultada por trafulhas vestidos de gladiadores, de ser perseguida por bêbedos, da sujidade das ruas romanas, do "gamanço" de alguns donos de restaurantes, de não ver UMA sapataria de jeito (só vi "monos" = sapatos velhos), da falta de segurança da estação de Termini, do recepcionista do hotel de roma, de não ter o meu ipod, de não ter a minha roupa TODA, os meus produtos TODOS, os meus sapatos TODOS....

Conclusões da viagem:

  • ninguém conhece os portugueses a não ser por motivos de futebol. Quando tiveram que nos insultar os gladiadores chamaram-nos brasileiri di merda e o bêbedo espagnoli di merda;
  • o papa não sabe falar português;
  • os italianos não sabem conduzir;
  • os italianos não são tão giros como se diz, há de tudo como em todo o lado;
  • mas as italianas são muito giras e muito bem arranjadas;
  • em Itália não se come arroz (para mal dos meus pecados);
  • não tenho sentido de orientação praticamente nenhum;
  • tenho que fazer mais exercício para ver se para a próxima viagem não fico morta 5 minutos depois de começar a andar;
  • não tenho grande jeito para fotos;
  • um café onde não se pode fumar é mil vezes melhor;
  • sei falar mais alemão do que o que eu pensava e menos do que o que eu gostaria;
  • não consigo ir a lado nenhum e não fazer compras;
  • conclusão principal: TENHO UNS AMIGOS FANTÁSTICOS!!!!


Agora é só pensar na próxima paragem ;)

3 comentários:

Rita Dantas disse...

Eu ainda acho que os italianos são dos homens mais charmosos que há, mas normalmente aí a partir dos 40...antes disso são "interessados por definição", o que é bastante diferente....

Inês disse...

Eu vivi 6 meses em Itália e concordo completamente com o 3º, 4º e 10º motivo :)
Fora isso é um país lindíssimo com muitas coisas para ver.

Ricardo disse...

Só recentemente descobri o teu blog. E, portanto, só recentemente o li de uma ponta à outra. No entanto, decidi comentar este post, uma vez que neste momento me encontro em Roma. Assim, transmito-te que em Itália também se segue atentamente os desenvolvimentos que decorrem na tua mente.. ;) Continua!